APRESENTAÇÃO DA EMPRESA

    J.Valles Lda, sociedade por quotas, foi constituída em 1990, depois do seu sócio fundador João Sousa Valles ter vendido a participação que detinha nas empresas Minilab e Dário Dinis, grupos comparticipados desde 1984 pela Kodak Portuguesa, e pioneiras em Portugal no modelo de comercialização dos minilaboratórios Noritsu.

A sede da empresa funcionou na loja 18 das Galerias Comerciais do Jumbo de Alfragide até 30 de Setembro de 2006, e por motivo de obras no referido centro, transferiu a sua actividade para o Restelo. Em Janeiro de 2007 a sociedade remodelou 480m2 de espaço comercial na esquina da Rua Gonçalves Zarco com a Calçada do Galvão, reservando cerca de 100m2 para exposição de fotografias. A principal actividade da sociedade reside na fotografia, analógica e digital, equipamentos e serviços.

PROPÓSITO DA EMPRESA

  Os prós e contras da globalização, obrigam-nos a uma redefinição da estratégia comercial, que passa por uma maior especialização, tanto nos produtos como nos serviços.

    A todos aqueles que elegeram a fotografia como prática dos tempos livres, seja analógica ou digital, procuramos satisfazer todas as exigências, seja em equipamentos, materiais ou serviços. O Mundo continua a oferecer extraordinários materiais fotoquímicos, alguns com mais de 100 anos (caso do Rodinal), com mais de 50 anos (caso do incomparável Kodachrome) ou mais recente (caso do fantástico Velvia 50 cujo fim de produção anunciado para os finais de 2006, foi agora reeditado pela Fuji para o Verão de 2007) . Na tecnologia digital procuramos evoluir com o mercado e com o interesse dos nossos clientes pois o seu dinamismo assim determina.
Não tomando nenhuma posição quanto a inúteis discussões: analógico/digital, defendemos no entanto o direito à qualidade fotográfica de todos os nossos clientes que ao longo dos últimos 20 anos nos adquiriram câmaras analógicas, (e estimamos em mais de 15.000 reflex). Procuramos sempre ter em stock, e processar os filmes, APS, 35mm, 120, 10,2 x 12.7, negativo ou slides, preto e branco ou cores. Em termos de qualidade final, uma câmara analógica, mesmo antiga, desde que sempre utilizada e suficientemente conservada, proporcionará fotografias excelentes.

O gosto pela câmara que herdámos, ou que adquirimos com o nosso primeiro ordenado, será mantido vivo também por este nosso propósito.

Enfim…. Digital sim, mas analógico também.

 

Untitled-1